Clínica NPB

Neurologia Psiquiatria Brasília

A Clínica NPB – Neurologia Psiquiatria Brasília é uma clínica localizada no Sudoeste que oferece consultas médicas nas especialidades de neurologia e psiquiatria.

Nasceu a partir do desejo de suas sócias fundadoras em criar um lugar onde o atendimento aliasse alta qualidade técnica a uma abordagem humanizada, em um ambiente pensado para o paciente: ótimo espaço físico, acessibilidade e conforto.

Venha nos conhecer, estamos bem perto de você!

Dra. Ursula Poti

CRM-DF 14012

  • Sócia fundadora da Clínica NPB - Neurologia Psiquiatria Brasília
  • Neurologista do Hospital das Forças Armadas (HFA)
  • Neurologista da Secretaria de Saúde DF
  • Membro da Sociedade Brasileira de Cefaléia (SBCe)
  • Membro da Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares (SBDVC)
  • Membro Efetivo da Academia Brasileira de Neurologia (ABN)
  • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM)
  • Residência em Neurologia - Casa de Saúde Santa Marcelina em São Paulo 2001-2003
  • Residência em Clínica Médica - Hospital Geral de Fortaleza no Ceará 1998-2000
  • Graduação em Medicina- Universidade Federal do Ceará (UFC) Turma 1995.2

Dra. Daniela Freitas

CRM-DF 22271

  • Título de Especialista em Psiquiatria pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP)
  • Membro da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP)
  • Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC)

A Clínica NPB – Neurologia Psiquiatria Brasília está localizada no Centro Clínico Sudoeste. Com localização privilegiada no Setor Sudoeste, ao lado do HFA, descentralizado e fora dos grandes centros hospitalares tem ao mesmo tempo fácil acesso a todos os setores do Plano Piloto e cidades satélites. Além de dispor de acessibilidade e estacionamento, conta com várias clínicas de diferentes especialidades médicas e de outros profissionais de saúde, clínicas de radiologia, laboratórios, cafés, lojas e serviços diversos.

Centro Clínico Sudoeste

  • SHCSW Blocos 3/4/5 Sala 222 - St. Sudoeste - Brasília, DF, 70673-416

Neurologia

Neurologista é o médico especialista em doenças que acometem o sistema nervoso, central e periférico. É conhecido não somente pelo tratamento de doenças mais comuns como cefaléia (dor de cabeça), epilepsia, acidente vascular cerebral (AVC) mas também pelo acompanhamento de patologias crônicas como doença de Parkinson, doença Alzheimer, tremor essencial, polineuropatia periférica além de outros quadros menos prevalentes.

Conhecido com “AVC”, “derrame” e “isquemia cerebral” é classificado como hemorrágico quando há sangramento ou isquêmico quando há comprometimento da circulação sanguínea em determinada região cerebral. Os principais fatores de risco são: hipertensão arterial, diabetes, tabagismo, dislipidemia, doenças cardiológicas, idade, etc. Os sintomas dependem da região acometida e da extensão da lesão. Além de uma apresentação aguda, pode ser recorrente ou se manifestar de forma crônica e progressiva como demência vascular. Deve-se lembrar que AVC está entre as principais causas de morte, sequelas e incapacidade.

Também chamada de “dor de cabeça” é uma das formas mais frequentes de dor. Costuma produzir sofrimento e incapacidade, muitas vezes com interferência na vida profissional e perda de qualidade de vida pessoal, com faltas no trabalho e entradas em emergências. Os tipos mais comuns são as chamadas cefaléias primárias: migrânea (enxaqueca) e cefaleia tipo tensional. Costumam recorrer em frequencia variável ao longo da vida inclusive podendo tornar-se crônicas. Já as chamadas cefaleias secundárias têm alguma outra causa subjacente: trauma, hemorragia, tumor, trombose venosa cerebral, etc.

É o termo usado para quadros de comprometimento cognitivo, ou seja, das funções corticais superiores, tais como: memória, linguagem, orientação no tempo e espaço, planejamento e cumprimento de tarefas, para exemplificar algumas. Há deterioração funcional e emocional, com consequente prejuízo de sua rotina pessoal, social e profissional. A mais comum é a doença de Alzheimer, seguida pela demência vascular e por outras menos frequentes.

Doença degenerativa de início e progressão graduais cuja apresentação mais comum é o tremor em repouso em uma mão, às vezes associado a perda de balanço do membro. Há também uma lentificação dos movimentos, perda dos reflexos posturais facilitando quedas, alterações de voz, deglutição, etc. Sintomas definidos como não motores também acontecem, tais como: alterações de comportamento e cognição, constipação, sudorese, oscilações pressão arterial, etc.

Caracteriza-se pela ocorrência repetida de crises convulsivas. Engloba diversos tipos, com diferentes causas, vários tipos de convulsão, evolução e resposta ao tratamento

São quadros que se apresentam como alterações motoras e/ ou de sensibilidade dos membros. Duas causas frequentes são diabetes e uso abusivo de álcool. Diversas outras doenças podem ter como uma de suas manifestações a polineuropatia periférica e tem também as que são hereditárias.

Marque uma consulta

Se você está em busca de profissionais competentes e focadas em proporcionar um atendimento médico mais humano, agende um horário para que possamos conversar. 

Psiquiatria

Psiquiatra é o médico especialista em transtornos mentais, que faz o diagnóstico das doenças psiquiátricas em suas diversas apresentações e fases, ofertando tratamento específico ao sofrimento mental. Apresenta como arsenal terapêutico principal a medicação, tendo o conhecimento sobre os mecanismos de ação das substâncias no cérebro e demais órgãos e sistemas do corpo humano. Atua também na prevenção do adoecimento mental e das complicações decorrentes dos transtornos, acompanhando seus pacientes em períodos críticos e de calmaria. Pode realizar ou indicar terapia e trabalhar com outros profissionais da área de saúde mental, como psicólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos etc.

É um transtorno mental que acontece com muita frequência na população, caracterizado principalmente por tristeza constante e perda de interesse em atividades anteriormente prazerosas. As pessoas com depressão podem apresentar também falta de energia, dificuldade para dormir, perda do apetite, pessimismo, dificuldade de concentração, sensação de culpa, falta de esperança, pensamentos de morte.

Também chamado popularmente de “síndrome do pânico” é uma das formas mais frequentes de ansiedade súbita e episódica, apresentando-se por meio de “ataques de pânico” com palpitações, falta de ar, tonturas, sensação de morte iminente, desmaios. Geralmente, os sintomas físicos são tão intensos que fazem o paciente procurar a emergência do hospital, acreditando se tratar de um ataque do coração (infarto) ou que está enlouquecendo ou prestes a morrer.

É o termo mais comum usado para dar nome ao Transtorno de Ansiedade Generalizada, que se manifesta com sintomas de ansiedade constante, dificuldade de concentração, preocupações frequentes, mesmo sem motivo real, sofrimento por antecipação, distúrbio de sono, exageros na alimentação, prejudicando o dia a dia do paciente.

O Transtorno Afetivo Bipolar é caracterizado por oscilações extremas de humor, cíclicas, gerando sintomas de agitação ou letargia, insônia ou excesso de sono, comportamento inadequado, como gastos exagerados, ou isolamento, delírios, agressividade, pensamentos/ações autodestrutivas. No passado, era conhecida como Psicose Maníaco Depressiva e levava à internação psiquiátrica. Atualmente, com os avanços tecnológicos da farmacologia, os remédios conferem um equilíbrio neuroquímico notável a esses pacientes, possibilitando uma vida plena, como das demais pessoas sem bipolaridade.

Conhecida desde os tempos mais remotos, a Esquizofrenia caracteriza-se pela fragmentação da personalidade da pessoa como indivíduo, ainda em idade jovem, havendo uma ruptura da lógica do pensamento, afetando sua percepção de si mesmo e do mundo, produzindo delírios – crenças irreais -, e alucinações – ouvir vozes e ver imagens que não existem. Antes da invenção dos medicamentos neurolépticos, não havia tratamento adequado para os esquizofrênicos, levando a maior parte desses pacientes a viver em instituições manicomiais, segregados da sociedade. Contudo, hoje em dia, contamos com remédios extremamente avançados e eficazes, que proporcionam a recuperação e a manutenção da saúde mental dos pacientes, sendo fundamental o início precoce do tratamento.

O Transtorno Obsessivo Compulsivo é um quadro composto por pensamentos repetitivos e incontroláveis sobre determinados temas, levando o sujeito a realizar atos ou rituais contra sua própria vontade, causando sofrimento e ansiedade com um misto de alívio. São ditas “manias” ou superstições exageradas, mas representam muito mais que isso, pois afetam diretamente a vida do paciente e de seus familiares, atrapalhando desde a realização das tarefas mais simples, como tomar banho ou atravessar uma rua, até mesmo a formação de laços saudáveis com outras pessoas.

"Onde quer que a arte da medicina seja amada, há também um amor da humanidade."

Hipócrates

Convênios

BACEN
BRB SAUDE
FACEB
FASCAL
FUSEX
GAMA SAUDE

GEAP
INFRAERO
MEDSERVICA
PLAN ASSISTE (MPF)
PLAN ASSISTE (MPU)
POSTAL SAÚDE
PROASA

SAUDE CAIXA
SERPRO
STF
STJ
TJDFT/ PROSAUDE
TST

Caso não encontre seu convênio na lista acima, entre em contato conosco para obter maiores informações sobre outros convênios.

Caso a Clínica NPB não atenda seu plano de saúde, verifique com seu convênio sobre a possibilidade de REEMBOLSO.

Estamos sempre à disposição.

Dra. Ursula Poti​ – Neurologista – CRM-DF 14012 | RQE 7143